Câmeras MWIR e LWIR refrigeradas de alta velocidade

Câmeras MWIR e LWIR refrigeradas de alta velocidade

Câmeras MWIR e LWIR refrigeradas de alta velocidade

Como é feito o imageamento de alta velocidade em câmeras MWIR e LWIR?

As câmeras de infravermelho de ondas médias e longas (MWIR e LWIR) refrigeradas de alta velocidade são usadas em diversas aplicações de termografia de alta velocidade. Em geral, essas aplicações se concentram em capturar a radiação térmica de objetos dentro do campo de visão (FOV) da câmera. Tudo isso a uma velocidade muito elevada com várias centenas de quadros por segundo.

Para que as câmeras MWIR e LWIR refrigeradas de alta velocidade são usadas?

O imageamento de alta velocidade usando uma câmera MWIR ou LWIR refrigerada é uma solicitação comum dos mercados de P&D e Proteção e Segurança. Em um ambiente de P&D, objetos que se movem rapidamente, como pneus de carro em uma bancada de testes, exigem uma rápida análise das variações de temperatura muito rápidas. Para os clientes que atuam no mercado de Proteção e Segurança, essas câmeras são usadas para monitorar as emissões de escapamento quentes de motores de aviões ou foguetes.

O que oferecemos?

Para termografia de alta velocidade com câmeras MWIR refrigeradas, oferecemos nossa série Onca. Para termografia de alta velocidade no infravermelho de ondas longas, oferecemos nossa Onca-LWIR-MCT-384. Ambas são câmeras térmicas com refrigeração Stirling que garantem a melhor qualidade de imagem em todas as condições.

Poderosa arquitetura eletrônica de núcleo

Um elemento fundamental de nossas Oncas MWIR e LWIR são os detectores. Eles são capazes de detectar variações ultrabaixas de temperaturas (na ordem de 17 mK) em um modo de captura de várias centenas de quadros por segundo. Caso isso ainda não seja suficiente, você pode aumentar ainda mais a taxa de quadros por janelamento do detector. Isso resulta em uma ou múltiplas subjanelas de leitura no detector.

Cada cenário térmico é único. Por isso, é necessário ajustar o tempo de integração, a velocidade de imageamento — especialmente no modo de subjanelamento —, bem como o intervalo de temperatura e a sensibilidade do detector para o cenário térmico.

Interfaces

Além da poderosa arquitetura eletrônica de núcleo, uma interface robusta de dados, como a CameraLink, é necessária Essa interface garante uma transferência de dados rápida e completa para o computador, de modo que nenhum quadro da sequência de imagens seja perdido.

Lentes

Como é importante para alguns clientes, oferecemos a Onca-MWIR-InSb, a Onca-MWIR-MCT, a Onca-MWIR-MCT-384 e a Onca-LWIR-QWIP-384 com uma grande variedade de lentes intercambiáveis.

Usuários comuns de Proteção e Segurança não precisarão de lentes intercambiáveis, pois a câmera está integrada em um sistema dedicado. Esses clientes normalmente desejam um núcleo de câmera reforçado com uma lente dedicada, capaz de suportar níveis elevados de choque e vibração. Por isso, oferecemos nosso núcleo MWIR refrigerado XCO-640.

Que recursos são necessários?

  • Fácil conectividade
    Oferecemos diversas interfaces diferentes para uma fácil integração em seu sistema
  • Faixa de comprimento de onda MWIR e LWIR estendida
    Oferecemos câmeras MWIR e (V)LWIR refrigeradas para aplicações de termografia de alta velocidade
  • Alta taxa de quadros
    As altas taxas de quadros nos permitem capturar objetos que se movem rapidamente
  • Alta sensibilidade térmica
    As câmeras térmicas precisam ter um alto nível de sensibilidade (baixa NETD) para detectar as menores variações de temperatura
  • Estabilização da temperatura ou refrigeração do sensor
    Todas as nossas câmeras MWIR têm refrigeração Stirling para um desempenho estável
  • Tamanho pequeno do pixel
    Pixels menores resultam em detectores menores e, consequentemente, em menor custo de produção dos sensores, componentes ópticos menores e, finalmente, câmeras menores.
  • Grande variedade de lentes disponíveis
    Oferecemos uma grande variedade, desde lentes microscópicas até grandes lentes F/4

Are you looking for more information? 

Let us know. We are happy to help.

Contact us

Documentos

Comunicados de imprensa
Our Onca MWIR cameras enable accurate and affordable thermal analysis Our Onca MWIR cameras have the TrueThermal technique which eliminates frequent recalibrations at varying integration times (2010)

World's first InGaAs camera photon emission microscope

Xenics enabled Semicaps to realize the world's first InGaAs camera photon emission microscope in 2004. Since then Xenics and sInfraRed have supported us in our endeavors for better sensitivity and resolution in photon and thermal emission microscopy.

Chua Choon Meng, CEO Semicaps