Imageamento de alta velocidade

Imageamento de alta velocidade

O que é imageamento de alta velocidade?

Imageamento de alta velocidade é obter imagens a uma alta taxa de quadros usando um tempo de exposição curto. O imageamento de alta velocidade no espectro visível abrange muitas aplicações. Por exemplo, em análises de testes de colisão de automóveis ou em estudos do movimento supersônico de projéteis disparados.

Aplicações comuns de imageamento de alta velocidade frequentemente requerem imageamento SWIR ou MWIR. Oferecemos câmeras que geram mais de 300 (MWIR) ou 1.700 (SWIR) quadros por segundo em resolução de 640 x 512. Taxas de quadros ainda mais altas são possíveis ao usar uma pequena região de interesse dentro do quadro total de 640 x 512 pixels.

Para que o imageamento de alta velocidade é usado?

Câmeras MWIR são usadas como câmeras radiométricas e térmicas de alta velocidade. Por exemplo, em detecção de assinaturas térmicas, rastreamentos ou análises de aeronaves, mísseis ou foguetes. O rastreamento térmico de objetos que se movem rapidamente, como mísseis, é beneficiado pela adição de uma câmera SWIR de alta velocidade. As câmeras térmicas detectam gases quentes e plumas térmicas com facilidade, mas as câmeras SWIR oferecem mais detalhes e resolução ao captar imagens de estruturas ou resíduos metálicos (mais frios).

As câmeras SWIR de alta velocidade encontram aplicação em sistemas de comunicação óptica em espaço livre. Esses sistemas se baseiam em lasers Nd-YAG de 1,06 µm ou seguros para os olhos de 1,55 µm. Câmeras SWIR de alta velocidade são usadas para rastrear transceptores de comunicação para manter os enlaces ópticos ou como sensores de frente de onda em sistemas de comunicação via satélite. Esses sensores de frente de onda fazem parte de um sistema de óptica adaptativa. Eles levam em consideração as maiores distâncias entre os enlaces ópticos em comunicações no espaço livre corrigindo as distorções atmosféricas.

O que oferecemos?

Câmeras de infravermelho de alta velocidade precisam ter níveis elevados de sensibilidade, pois os tempos de exposição serão baixos. Além disso, elas precisam ter as mais altas taxas de quadros possíveis e a capacidade de alcançar pequenas regiões de interesse (ROIs) para aumentar ainda mais as taxas de quadros. A sincronização por meio de um conector de disparo externo também pode desempenhar um papel importante.

Oferecemos a Cheetah-640CL, a câmera SWIR mais rápida do mundo. Ela tem uma taxa de quadros de 400 Hz até 1.730 Hz em resolução máxima, que ainda pode ser dividia em janelas para aumentar ainda mais a taxa de quadros. E ao usar seu disparo interno e externo, você pode ajustar totalmente a câmera à sua aplicação.

Na banda MWIR, oferecemos a série Onca. Nossa Onca-MWIR-InSb-320 tem taxa de quadros de até 460 Hz e sensibilidade térmica de < 17 mK. Exatamente como a Cheetah-640CL, ela tem disparo interno e externo, permitindo que você sincronize a câmera com sua aplicação.

Que recursos são necessários?

  • Interface digital de alta velocidade
    Uma interface como CameraLink, GigE ou CoaXPress é necessária para assegurar uma transferência de dados rápida e confiável
  • Alta taxa de quadros
    Oferecemos taxas de quadros de até 1.730 Hz em SWIR e 460 Hz em MWIR. Nossas câmeras podem ser ainda mais rápidas se você reduzir sua região de interesse
  • Alta sensibilidade térmica
    As câmeras térmicas precisam ter um alto nível de sensibilidade (baixa NETD) para detectar as menores variações de temperatura
  • Grande faixa dinâmica
    Uma câmera IR com grande faixa dinâmica cobre uma grande área térmica
  • Baixo ruído de leitura
    O baixo ruído de leitura resulta em alta sensibilidade para sinais de baixa luminosidade
  • Curto tempo de exposição
    Curto tempo de exposição
  • Interface de disparo com baixa instabilidade
    Uma interface de disparo com baixa instabilidade é essencial para sincronizar a câmera em aplicações de alta velocidade

Are you looking for more information? 

Let us know. We are happy to help.

Contact us

Documentos

Comunicados de imprensa
Cheetah-640 for high speed SWIR imaging at BiOS & Photonics West We demonstrate the world's fastest InGaAs SWIR camera at BiOS & Photonics West (2008)
Release of our Cheetah-640CL, the world's fastest SWIR InGaAs camera We released our Cheetah-640CL, the world's fastest SWIR camera with a full frame rate up to 1730 Hz.
Xenics: High end Cheetah-640 aims at high speed SWIR imaging Xenics releases high-speed SWIR InGaAs camera Cheetah-640 (2008)
Xenics: High end Cheetah camera aims at high speed SWIR imaging (EN) Release of its high-end, power PC-based, high speed imaging system Cheetah
Notas de aplicação
High speed SWIR imaging with the world's fastest SWIR camera The Cheetah-640CL is the fastest SWIR camera in the world.
SWIR cameras can see through crude oil The behaviour of small water drops falling through a viscous oil, can be investigated by using a SWIR camera. In the infrared spectrum from 900 to 1700 nm, any crude oil is nearly transparent. Why should one be interested in looking at water drops in oil?

World's first InGaAs camera photon emission microscope

Xenics enabled Semicaps to realize the world's first InGaAs camera photon emission microscope in 2004. Since then Xenics and sInfraRed have supported us in our endeavors for better sensitivity and resolution in photon and thermal emission microscopy.

Chua Choon Meng, CEO Semicaps